Toda grávida precisa ir ao dentista. Entenda o por quê

Uma das primeiras ações que uma recém-grávida precisa fazer é ir a um dentista. A condição da boca da mãe pode influenciar bastante na gestão. (foto: Pixabay/Copyleft)

Você pode não acreditar, mas a saúde dos dentes pode influenciar diretamente uma gestação. Estudos apontam, inclusive, que enfermidades da gengiva podem ter relação direta com o nascimento de bebês prematuros e com o peso abaixo do normal. Quem apresenta doenças bucais tem mais chances de enfrentar problemas com seus recém-nascidos.

E aquilo que era para ser um momento mais do que especial na vida de uma família pode se transformar num pesadelo: ainda se pesquisa que estas enfermidades aumentam o nível dos fluidos biológicos que estimulam o trabalho de parto – riscos que nenhuma mulher em situação tão delicada e sensível precisa atravessar, frente a tantas outras preocupações, como a saúde de seu bebê.

A melhor estratégia neste caso, segundo especialistas, é começar a cuidar da saúde bucal antes mesmo de engravidar. Resolver todas aquelas pendências que a gente sempre adia, como desgastes, resinas que precisam ser recolocadas e limpeza total e geral dos dentes.

Se não for possível programar tudo isso com antecedência, é importante saber que dentes e gengivas precisam de cuidados especiais no período. Assim como em todos os momentos da vida, higiene bucal rotineira e adequada, com o uso imprescindível de fio dental, são mais do que bem-vindos: são obrigatórios. A alimentação equilibrada e as visitas habituais ao consultório do dentista podem ajudar a reduzir estes problemas, num trabalho de prevenção.

Durante a gravidez, muitas mulheres apresentam gengivite, segundo especialistas. Há um acúmulo de placa bacteriana que se deposita nos dentes e irrita as gengivas. Não se sabe exatamente o motivo, mas acredita-se que o aumento no consumo de doces durante o período pode ocasionar estas surpresas pouco agradáveis.

Outra ocorrência bastante comum é o chamado enjoo matinal. O que poucas pessoas sabem é que a náusea trás ácidos adicionais que, se deixados na boca, podem ajudar na erosão dos dentes. Enxaguar a boca com água ou fluoreto pode ajudar a manter estes níveis ácidos mais controlados.

O contrário também merece atenção: a boca seca pode agravar cáries e infecções nos dentes. Por isso, o indicado mesmo é consumir quantidades abundantes de água e manter-se sempre hidrata. Chicletes sem açúcar também podem ajudar a aumentar a produção de saliva.

Mantendo seus dentes sempre limpos, especialmente na região do colo dentário, área em que a gengiva e os dentes se encontram, você pode reduzir significativamente ou até evitar a gengivite durante a gravidez. Além disso, substituir os irresistíveis doces por alimentos integrais tais como queijo, verduras e frutas frescas pode ser um aliado silencioso para sua saúde, principalmente, para a de seu bebê.