Sangramento frequente na gengiva merece atenção

Getty Images

Por Roberto Terini*

Se você percebe a gengiva sangrando logo após passar o fio dental ou escovar os dentes, fique atento. É um sinal de que ela não está saudável. A gengiva está inchada, avermelhada, representando um quadro de gengivite, causada principalmente pelo acúmulo de placa bacteriana entre o dente e a gengiva. Se essa placa não for removida adequadamente, poderá endurecer formando o tártaro, com aumento do sangramento e perda óssea, quadro conhecido como periodontite. Sinais como mau hálito, gosto ruim na boca, retração gengival, aspecto brilhante e liso da gengiva são também característicos da doença gengival. O final desse processo, se não tratado, é a perda do dente. 

Outras causas também podem gerar sangramento gengival, como escovação com muita força, desordens hemorrágicas, falta de vitamina K, diabetes, uso de medicamentos que afinam o sangue, escorbuto, alterações hormonais na gravidez, próteses mal ajustadas, trauma por um alimento como casquinha de pipoca, espinho ou outro alimento mais duro.

Um alerta importante diz respeito a esses pequenos ferimentos na gengiva que podem ser uma porta de entrada para bactérias que causam problemas não só na boca, mas até no coração. Essas bactérias que causam inflamação na gengiva podem atingir a corrente sanguínea e chegar aos vasos do coração, causando inflamação e diminuição do calibre desses vasos e doenças coronarianas, como a endocardite bacteriana, que é uma infecção da parede interna do coração.

Dessa forma, a melhor maneira de controlar esse sangramento é melhorando sua higiene bucal, com a escovação e uso do fio dental após as refeições. Procure o dentista a qualquer sinal de sangue na gengiva, não é uma situação normal. Ele saberá identificar a causa, tratar e orientar.


*Roberto Andrade Terini é dentista de adultos e crianças (CROSP 46020)