Palito de dente substitui o fio dental?

(Foto: Pixabay)

Quem nunca usou o palito na mesa de restaurante para tirar rapidamente aquela sujeirinha que fica presa entre os dentes? Em emergências, torna-se um complemento à higiene bucal, mas nunca um substituto do fio dental. O uso errado do palito, forçando a gengiva, pode provocar sangramentos, retrações gengivais e até quebra de restaurações existentes. Ele dá uma falsa sensação de limpeza após removermos aquele pedaço de carne preso entre os dentes e a gengiva, mas não remove nada da placa bacteriana. Além do que aquela imagem de alguém com a mão na frente da boca tentando usar o palito não é nada elegante.

Só o fio dental consegue remover a sujeira mais profunda nas regiões onde a escova não alcança. Ele penetra entre os dentes e no sulco gengival, que é o espaço entre dente e gengiva.

O palito se forçado contra a gengiva pode machucá-la, provocar sua retração e, no caso de restaurações ou próteses presentes, pode arrancá-las ou fraturá-las. Além disso, pequenas lascas de madeira podem ficar presas, comprimindo a gengiva. Também no caso de aparelhos ortodônticos pode ser ainda mais perigoso e seu uso pode levar à torção do fio ou descolamento dos bráquetes.

Normalmente encontrados dentro de paliteiros nos bares e restaurantes, não é incomum ao puxarmos um deles, saírem outros pelo furo, que são devolvidos ao recipiente e serão utilizados por outras pessoas. Assim, não é um recurso dos mais higiênicos. Hoje em dia muitos restaurantes já oferecem fio dental no banheiro, vale a pena usar.

A melhor maneira de higienizar sua boca continua ligada a uma boa escovação, uso do fio dental e enxaguantes bucais. A frequência de limpeza após as principais refeições vai lhe dar uma condição de equilíbrio para a estética e função dos seus dentes. Para quem faz suas refeições fora de casa, um kit de higiene bucal pode ser levado a qualquer lugar e fazer parte do seu dia a dia.

* Roberto Andrade Terini é dentista de adultos e crianças (CROSP 46020)