O tratamento dentário indicado para dentes muitos destruídos

Quando um dente está muito destruído por cáries ou fraturas, a missão do dentista é tentar salvá-lo. Porém, nem sempre é possível: em casos mais delicados é indicado uma coroa protética para substituí-lo.

*Por Roberto Terini

Quando um dente está muito destruído por cáries ou fraturas, a missão do dentista é tentar salvá-lo. Porém, nem sempre é possível: em casos mais delicados é indicado uma coroa protética para substituí-lo. Se essa destruição for muito ampla e comprometer mais da metade da coroa dental, torna-se necessário a instalação de um núcleo intrarradicular após o tratamento de canal ser concluído. O núcleo suporta e fixa a coroa. Sem esse núcleo, não há possibilidade de fixação da coroa protética. Ele pode ser metálico ou em fibra de carbono ou de vidro, sendo escolhido em função da localização e da carga mastigatória.

O tratamento então envolve o tratamento de canal na raiz dentária viável, preparo da raiz para receber o núcleo, moldagem (para núcleos metálicos) ou instalação do pino de fibra no interior da raiz. Os núcleos metálicos são confeccionados pelo protético, mais comumente numa liga de níquel cromo, para serem cimentados na raiz. Posteriormente, a coroa é instalada sobre o núcleo.

Os núcleos metálicos são muito versáteis e resistentes, mas necessitam de mais idas ao dentista ede procedimentos laboratoriais, o que torna o custo mais elevado ao paciente.

Os núcleos pré-fabricados em cerâmica, fibra de carbono ou fibra de vidro apresentam estética vantajosa, menor desgaste dental e podem ser a base do preenchimento e reconstrução dental com resina, sem necessitar do laboratório protético.

Converse com seu dentista sobre a melhor indicação e o material mais adequado ao seu caso. Não há um núcleo ou pino que solucione todos os casos, cada um tem sua indicação específica.

A vantagem de um núcleo bem indicado e instalado é que, caso seja necessária a troca da coroa, o núcleo não precisa ser mexido, bastando nova moldagem para confeccionar nova coroa sobre o núcleo já existente.

*Roberto Terini é dentista e escreve semanalmente para o Yahoo