O que são os selantes dentários?

Getty Images

Por Roberto Terini*

Selantes dentais são resinas fluidas usadas para selar as fissuras na face oclusal (onde mastigamos) dos dentes pré-molares e molares. Esses selantes penetram os finos sulcos onde as cerdas da escova dental normalmente não conseguem agir e deixam essas fissuras “mais rasas”, menos sujeitas ao acúmulo de alimentos e formando uma barreira protetora contra a placa bacteriana. Geralmente são brancos ou transparentes, não atrapalhando a estética. Podem ser usados em crianças, adolescentes e adultos com sulcos profundos nos dentes, principalmente com alto risco de cárie.

São aplicados em dentes recém irrompidos na boca para prevenir a cárie. A sua efetividade e maior durabilidade está diretamente ligada aos cuidados com a higiene bucal que não devem ser negligenciados. A escova, o fio dental e os enxaguantes continuam sendo fundamentais na saúde bucal, além de bons hábitos alimentares.

Quanto à aplicação, deve ser feita no consultório pelo dentista e é um procedimento rápido, indolor, não precisa anestesia. Antes da aplicação é feita uma profilaxia nos dentes, uma solução ácida é aplicada para deixar a superfície mais áspera e o selante então é colocado e penetra nas fissuras dos dentes. Em seguida, faz-se a polimerização (endurecimento) do selante com uma luz azul, deixando a superfície mastigatória mais lisa. Os selantes são estéticos e não dissolvem na saliva. Ajudam a manter os dentes saudáveis, protegem contra as bactérias e previnem as cáries e demais problemas bucais.

Deve-se lembrar que sulcos comprometidos pela cárie ou perdas extensas nos dentes exigem outra abordagem terapêutica, como as restaurações dentárias em resina.

Quando feita a técnica correta e a higiene bucal é mantida de forma adequada, os selantes podem durar alguns anos. As visitas periódicas ao dentista são necessárias para se avaliar o desgaste e a eficácia do material e eventual necessidade de troca.

*Roberto Andrade Terini é dentista de adultos e crianças (CROSP 46020)