Meu filho não quer saber de escovar os dentes. E agora?

Crianças em desenvolvimento tendem a imitar o comportamento dos adultos. Então, escovar os dentes na frente deles pode ajudá-las a pegar o hábito da escovação. (foto: Pixabay)

Semana da criança e chega aquela tradicional overdose de brinquedos, docinhos… Mas nem todo mundo consegue convencer os pequenos a cuidar dos dentes como manda o figurino. Alguns pais já sofrem antecipadamente, quando é chegada a hora da escovação – e vale tudo pra conseguir convencer: pasta de dente com sabor, escova de bichinhos, e até ameaça de castigo.

A batalha é árdua: serrar os dentes, trancar a boca, espernear são alguns dos itens do repertório infantil, para aqueles a quem escovar significa uma espécie de tortura.

Mas isso realmente funciona? Qual o melhor método para fazer seu filho a escovar os dentes sem reclamar? E a partir de que idade fazer isso é mesmo necessário e saudável pra criança?
Algumas dicas, dadas pelos próprios pais que já superaram esta fase, podem ajudar a quem ainda sofre para levar seus pequenos para a pia – ao menos, antes de dormir.

Fazê-los ver você escovando os dentes pode ser um exemplo bom a ser “copiado”.

Crianças em desenvolvimento tendem a imitar o comportamento dos adultos – especialmente durante a formação do que a psicologia chama de Primeira Infância (de zero a seis anos). E é dessa forma que eles afloram suas principais questões cognitivas e afetivas também. E visualizar a cena dos pais fazendo a escovação pode ser parte bem importante neste processo de transição.

Criar uma rotina também pode ser uma saída interessante. Afinal, as crianças não têm o mesmo senso de urgência que nós, adultos apressados. O tempo para elas corre numa outra passada. Sendo assim, inserir a escovação diária durante o banho também pode ser bem-vindo e as condicionará de uma forma mais natural, menos forçada. Uma combinação de escovar entre lavar os cabelos e usar o sabonete, por exemplo, é uma ótima cartada.

A escova bonita e a pasta de dente com sabores ainda são grandes aliados. Mas não basta apenas entregar nas mãos da criança: fazer da escovação um momento lúdico, uma brincadeira saudável, pode ajudar e muito na rotina e na independência dela em fazer isso. Quem sabe fazê-los escovar os seus dentes, na iminência de uma troca de papeis depois?

A rebeldia e a autonomia são características da idade. Então qualquer joguinho ou interação é bem-vinda, quando é o momento de inserir um hábito fundamental na saúde dos pequenos. E quanto mais cedo isso começar, mais fácil será o processo. Lembre-se: a partir de um ano, já é bem importante escovar os dentinhos deles, com muito cuidado. Aos seis meses surgem os primeiros e é recomendável uma visitinha ao dentista uma vez por ano, pelo menos.